Trabalhando em casa? Saiba como se concentrar melhor!

Quando os primeiros casos de COVID-19 chegaram ao estado e o Governo decretou medidas protetivas, a maioria da população achou que seria algo rápido – coisa de uma semana ou duas. Mas a quarentena se estendeu, empresas tiveram que se adaptar, não há previsão de volta às aulas e o que não era planejado passou a ser rotina.
O trabalho em casa é a realidade de muitas famílias. Os que tem a opção, estão escolhendo isso. Poderia ser uma maravilha, afinal, não há mais o tempo gasto no trânsito, você pode estar de pantufas e – se não tiver uma ligação por vídeo – nem precisa se arrumar tanto assim. Mas o que era para ser muito bom está virando um pesadelo para muitos: não é o local com o qual você está acostumado, não há mais interação social nos intervalos, a concentração demora a vir e, quando vem, você é interrompido por um ligação, o chamado do filho ou a necessidade em preparar o almoço.
Como fazer para melhorar, então?
A concentração refere-se à capacidade em manter a mente focada em um único pensamento ou tarefa – isso gera aumento da produtividade e a neurociência já estuda há bastante tempo como alguns hábitos simples podem fazer toda a diferença em sua rotina de trabalho.
Antes de passar as dicas, devo lembrar que muitas pessoas que se queixam de falta de concentração podem estar com ansiedade, estresse ou depressão, por exemplo. É necessário avaliar mais o caso para saber se precisa de uma intervenção profissional.
As dicas abaixo são para você que se sente saudável, mas não está conseguindo se concentrar nos estudos ou trabalho.
1ª dica – elimine a bagunça e desconforto. A neurociência explica que mesas caóticas são horríveis para o cérebro. Isso porque o sistema nervoso tende a se espelhar no ambiente externo. Se não há lógica do lado de fora, dificilmente você irá se organizar internamente. O caos pode ser um grande aliado na criatividade, mas se seu objetivo é terminar uma tarefa, mantenha as coisas limpas e organizadas (quando eu vou estudar ou trabalhar, eu já deixo organizado ao final do dia para tudo estar pronto para o dia seguinte).
2ª dica – defina o que você for fazer. E coloque essa lista por ordem de prioridade. Isso irá qualificar o seu tempo. Comece sempre pelo mais importante.
3ª dica – defina horários. Tenha horário para começar, para fazer intervalos (e voltar) e para parar.
4ª dica – divida sua jornada de estudos ou trabalho em fatias. Segundo a neurociência, o nosso cérebro só consegue se fixar em um único objeto durante 50 ou 60 minutos. FAÇA PAUSAS.
5ª dica – exclua ou diminua distrações. Barulho, celular, etc. (Se o celular te distrai bastante, procure deixá-lo longe, de preferência em um lugar onde você tenha que levantar para pegá-lo).
6ª dica – mantenha-se alimentado. O sistema atencional requer uma grande quantidade de energia. (Exceção para quem já é adepto ao jejum intermitente há bastante tempo).
7ª dica – durma o suficiente. A melhora da concentração está diretamente ligada à qualidade da sua noite.
8ª dica – faça exercícios físicos com frequência. Estudos científicos comprovam a relação existente entre atividade física e habilidade de concentração.
9ª dica – descanse. Muitas vezes, não adianta uma longa jornada de estudos ou trabalho. Você não vai conseguir se concentrar. Aprenda a relaxar e a descansar. (Tire um tempo para um descanso após o almoço ou um final de semana todo sem nem olhar o que você precisa fazer. Isso fará toda a diferença).
É aos poucos, com tentativas, erros e acertos, que você vai organizando sua rotina e deixando tudo melhor para que a concentração seja mais fácil e eficaz.