Quais hábitos você quer ter no ano novo?

Criei um hábito. Frequentemente abro as caixinhas de perguntas no instagram e compartilho as respostas. E sempre (pelo menos, em todas as vezes até agora) vem a pergunta: como eu faço para ter uma rotina de exercícios físicos e alimentação saudável tão disciplinada.

Muitas vezes, eu nem sabia como responder. Para mim é algo automático, simples, fácil… Como posso ensinar se não possuo alguma técnica para fazê-lo? Acontece que agora, nesse momento, estou lendo “O poder do hábito” e posso falar melhor sobre o assunto. 

Estou aprendendo algo que já sabia, mas agora faz todo o sentido: hábitos são poderosos. Uma vez que entram na nossa vida: PRONTO! Difícil sair. Isso serve para os bons hábitos, como se exercitar, ler diariamente, se alimentar bem, como os maus hábitos: fumo, excesso de açúcar ou procrastinação.

Pesquisas atestaram que hábitos são a raiz do nosso comportamento. Muitas vezes, podemos não perceber quais são as experiências que fizeram a gente ter determinado hábito, mas, uma vez que eles surgem – são alojados dentro dos nossos cérebros – eles influenciam o modo como agimos.

Alguns hábitos surgem sem a nossa permissão. Estudos indicam que, em geral, as famílias não pretendem comer fast-food regularmente. O que acontece é que o padrão de uma vez ao mês lentamente vira uma vez na semana e, às vezes, 2x na semana. Quando percebe-se, todos estão ingerindo uma quantidade de açúcar e gordura acima do considerado saudável. 

Porém, alguns hábitos podem ser criados e cultivados – é o que todos queremos no ano novo, certo? Eu, por exemplo, quero acordar mais cedo, me exercitar mais vezes na semana e diminuir muito o consumo de açúcar. Mas como fazer isso? Como incluir um hábito na rotina?

Tudo está em ir fazendo pequenas alterações para, de fato, mudar a rotina. Quer fazer mais exercícios? (como meu caso) Basta escolher uma deixa, ou seja: ir à academia assim que acorda ou já levar a roupa para sair do trabalho e ir direto; e uma recompensa (um bom café da manhã depois, um smoothie delicioso após o treino) e, antes mesmo de ir, já pense na sensação maravilhosa do depois. Permita-se desfrutar antecipadamente da recompensa. Esse anseio – dizem os pesquisadores – vai acabar fazendo com que seja mais fácil ir à academia todos os dias, por exemplo.

“São os anseios que impulsionam os hábitos. E descobrir como criar um anseio torna mais fácil criar um novo hábito”. Para mudar um hábito, você precisa manter a velha deixa (sair do trabalho pensando em fazer algo) e oferecer a velha recompensa (uma sensação de prazer), mas inserir uma nova rotina: nesse exemplo que dei, a academia. 

Todo hábito ruim – mesmo o mais persistente deles – pode ser mudado. 

Já escrevi no meu instagram sobre isso: eu era viciada em leite com nescau e açúcar todas as manhãs. Fui mudando aos poucos. Mantive a deixa (tomava toda vez que acordava) e a recompensa: me sentir bem e alimentada com a bebida. Mas fui deixando cada vez mais saudável até que hoje o resultado é incrível: cafés da manhã diferentes, coloridos e nutritivos.

É possível. Coloque no papel o que você quer, qual é a deixa e a recompensa de cada hábito e comece. Ajuste, se necessário. E depois me conte! Vamos fazer de 2019 um ano cheio de hábitos que nos façam bem.

Com carinho,