Blog

Procure um naturólogo

Postado em 27 de julho de 2017 | Por : | Categoria : Blog | 0 Comentários

A Naturologia é um curso superior, voltado para área da saúde, e há mais de 18 anos vem formando profissionais (temos cerca de 2.000 naturólogos já formados) aptos a trabalhar utilizando diferentes abordagens, mas sempre focando na saúde integral do ser humano.

É importante entender que a profissão surgiu por uma real necessidade de resgatar conhecimentos e tratamentos milenares/tradicionais, e embasá-los cientificamente, a fim de educar, prevenir, manter e promover a saúde da população.

A assistência na área da saúde no Brasil, a partir de 1970, estava em pleno desenvolvimento tecnológico e científico – o que trouxe uma maior especialização e tecnificação nos serviços. Como consequência dessa abordagem houve o reducionismo e mecanização dos atendimentos, tirando o foco da pessoa e passando ao sintoma ou parte isolada a ser tratada. O indivíduo foi deixado de lado, desconsiderando todos os seus aspectos (físicos, mentais, psicológicos, emocionais, ambientais e sociais).

Em 1986 ocorreu a 8ª Conferência Nacional de Saúde – que foi a primeira conferência aberta à participação popular e da sociedade civil organizada. Ela pode ser encarada como um marco histórico para a democratização da saúde e valorização de diferentes abordagens no cuidado com a saúde no Brasil, pois solicitava a introdução de práticas “alternativas” de assistência à saúde para que o usuário tivesse esse direito quando usufruísse dos serviços de saúde, além de um acesso democrático quanto à terapêutica aplicada.

A procura pelos tratamentos tradicionais, complementares e integrativos estava em plena expansão em meados de 1990 no Brasil, dando início à preocupação em fundamentar e aperfeiçoar o uso de tais práticas. Foi dessa necessidade que surgiu a Naturologia e, consequentemente, o profissional Naturólogo.

Com a criação do curso e a inserção dos profissionais no mercado de trabalho surgiram diversas formas do Naturólogo atuar na saúde individual e coletiva da população, tanto no setor público quanto no privado. Você pode encontrá-lo atendendo em clínicas, SPA’s, salões de beleza, em domicílio, empresas, ONG’s, Unidades Básicas de Saúde, Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), policlínicas e hospitais. Atuando, principalmente, em equipes multidisciplinares, em que proporcionarão atendimento diferenciado em conjunto com médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, enfermeiros, etc. Da mesma forma, podem atuar como professores, pesquisadores, consultores ou gestores da área da saúde.

Segundo um levantamento realizado em 2013 existem sete cidades no Brasil que possuem serviços de saúde com Naturólogos concursados, sendo três aqui em Santa Catarina (São Joaquim, Ermo e Laguna).

Além disso, você pode encontrá-los atendendo na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), Centro de Atenção Psicossocial (CAPS de Palhoça), Hospital de Caridade (Florianópolis), Hospital Universitário (HU – Florianópolis), Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF – Biguaçu), Projeto Amanhecer – UFSC (Florianópolis), Unidade Básica de Saúde do Brejaru  e Jardim Eldorado (Palhoça), Unidade Básica de Saúde de São Joaquim, Unidade Básica de Saúde de Tijucas, APAE (Santo Amaro e São José) e Associação Catarinense de Integração dos Cegos (ACIC – Florianópolis).

Em 2006 foi implementada no Sistema Único de Saúde a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) incentivando o uso de terapias como o termalismo, homeopatia, fitoterapia e acupuntura pela população em geral. Agora em 2017 foram inclusos no Sistema Único de Saúde (SUS) a meditação, arteterapia, reiki, musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático e quiropraxia.

Esses tratamentos têm como objetivo melhorar a qualidade de vida, o funcionamento do organismo, trazer relaxamento e bem-estar, diminuir o estresse, melhorar o sono e o humor, entre outros.

Todos os recursos naturais utilizados nos atendimentos (massagens, plantas medicinais, argilas, etc) tem comprovação científica e a maioria já é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para a OMS, terapia alternativa são os tratamentos utilizados em substituição à medicina convencional. A terapia complementar seria a associação de um tratamento médico alopático e um natural, ou seja, a terapia natural não vem substituir a medicina, mas complementá-la (como o próprio nome sugere). O termo integrativa indica a associação da terapêutica médica convencional aos métodos complementares embasados cientificamente.

O profissional Naturólogo é orientado pelas áreas biológicas, humanas e da saúde, com o objetivo de enxergar e entender as pessoas de forma multidimensional, abordando seus aspectos físicos, mentais, emocionais, culturais, sociais e ambientais. O foco é sempre o de desenvolver e ampliar o autoconhecimento, autorreflexão e principalmente o autocuidado. Dessa forma, o profissional utiliza uma abordagem de educação em saúde para que o interagente (como chamamos nossos “pacientes/clientes”) desenvolva a co-responsabilidade frente a sua saúde e qualidade de vida (por isso chamamos ele de interagente, aquele que interage; que é diferente de paciente, aquele que espera, que está passivo no tratamento), resgatando o protagonismo e empoderamento das pessoas frente a terapêutica, além de promover um cuidado humanizado e escuta acolhedora.

Se você quer melhorar a sua qualidade de vida, pensando na saúde física, mental e emocional, que tal experimentar um atendimento com um Naturólogo?

Post: Lucy Stein

Deixe um comentário